Estudos de Mercado – Seu empreendimento depende deles


Estudos de Mercado – Seu empreendimento depende deles

Pesquisas e estudos de mercado são ferramentas de vital importância para o planejador e gestor de shopping centers. É óbvio, mas sempre devemos lembrar, que a receita do shopping center advém única e exclusivamente do público consumidor conquistado pelo empreendimento. Conhecer profundamente e atender este público são resumidamente os passos necessários ao sucesso do negócio.

Com a expansão acelerada do segmento de shopping centers e o consequente aumento da concorrência entre eles, mensurar a satisfação do cliente deve considerar que fatores operacionais como segurança e conforto, que em outros tempos eram considerados pontos de destaque, hoje são uma obrigatoriedade do empreendimento para com os consumidores. O bom gestor sabe se seu empreendimento está seguro e agradável ao cliente, independente de pesquisas.

Em relação ao shopping tradicional, o consumidor de hoje espera encontrar no mesmo, além de um local agradável para estar, um centro de compras, serviços e lazer suficientemente completo para suprir suas necessidades e expectativas, sem ter de se locomover a outro local. Objetivamente, a satisfação do cliente é alcançada quando ele encontra um centro que supre suas necessidades de consumo em uma única visita. A satisfação do cliente deve ser a meta do empreendimento desde sua concepção, direcionando todo planejamento e desenvolvimento. É neste ponto que devemos aplicar a força das pesquisas de mercado.

A pesquisa de mercado, após interpretada pelo planejador, é a base técnica para a definição da vocação comercial do empreendimento, bem como para o plano de metas a longo prazo, considerando os fatores de crescimento demográfico e econômico envolvidos na região.

Para dimensionar as necessidades do consumidor, necessitamos inicialmente conhece-lo através de seu perfil socioeconômico e seus hábitos de consumo, considerando que se não podemos atender a todos, devemos sempre atender à maioria da área de influência. Fica claro que é necessário pesquisar o consumidor que está dentro do shopping e também aquele que está na região e não frequenta o empreendimento, para que possamos determinar os motivos pelo qual o shopping não supre suas necessidades.

O levantamento do perfil socioeconômico bem como a delimitação da área de influência consideram fatores como acesso, adensamento, renda, e concorrência. É fundamental o dimensionamento do residual de mercado e potencial de consumo por ramo de atividade, através da comparação da renda disponível e mercado já atendido, para o planejamento do empreendimento. Os hábitos de consumo, alimentação e lazer, tem igual importância no momento de definição do tamanho e mix do empreendimento.

Quando em operação, as pesquisas devem também quantificar a qualidade dos serviços, eventos promocionais, e operações que o empreendimento proporciona ao consumidor. A integração shopping – comunidade é fundamental para a maturação e sucesso do empreendimento. Levantamentos da frequência e local de compras, hábitos de alimentação no lar e fora dele, preferências pessoais, atividades de lazer,
imagem do shopping, e também a imagem dos concorrentes, são pontos de análise para ajustes no mix e operação do shopping.

Independente do sucesso ou não de um empreendimento, a necessidade de pesquisas periódicas é real, tendo em vista o dinamismo do mercado, a velocidade nas mudanças de hábito, o crescimento demográfico e econômico, constantes nas populações principalmente de grandes centros. O simples crescimento vegetativo da economia traz na área de influência de qualquer empreendimento novas oportunidades de comércio e negócios, que devem ser identificadas e supridas antes de tomar o volume suficiente para a instalação de um concorrente.

É fato que pesquisas identificam a necessidade de reestruturação e até expansão de shopping centers, objetivando complementar o mix e tornar o novo empreendimento muito mais atrativo ao consumidor da região.

Shopping centers são investimentos que alcançam mais de uma centena de milhões de dólares, e são tratados com o devido cuidado, pois devem perdurar por décadas, gerando retorno aos seus investidores, neles se incluindo proprietários e lojistas.

Semma Empresa de Shopping Centers