‘Plaza Avenida’ negocia com 4 lojas-âncora


Fonte DiarioWeb – Fernando Campos 15/10/06

 

As obras no Plaza Avenida, shopping que deve ser inaugurado até outubro de 2007 na avenida José Munia, terão início em agosto deste ano. O grupoAsperbras, novo responsável pelo empreendimento, ainda negocia a implantação de quatro lojas-âncora no local. O lançamento do novo shopping foi realizado ontem, em Rio Preto. C&A, Casas Bahia, Fast Shop, Lojas Americanas, Pernambucanas e Seller Magazine estão entre as redes varejistas procuradas pelo Asperbras. Segundo Francisco Colnaghi, diretor do grupo, cartas de intenção já foram assinadas por essas empresas, demonstrando o interesse delas neste shopping. O evento de ontem também contou com a participação de Marcos Semenzim, representante da Semma, empresa responsável pela implantação do novo centro de compras. Segundo ele, o Plaza Avenida terá estacionamento com 1 mil vagas, 200 lojas satélites, oito cinemas e um centro de lazer. O Grupo Cinemais será o responsável pela administração das salas.cam geral (Medium)Ainda de acordo com Semenzin, por apostar no crescimento da região, o Asperbras comprou o terreno ao lado do prédio onde será instalado o novo shopping para futura expansão. Segundo ele, a empresa estima faturamento de R$ 250 milhões por ano e geração de 1,5 mil empregos diretos. Segundo Renato Filici, diretor da Sajorp, empresa formada pelos antigos cotistas do Royal Plaza, o período em que as obras ficaram paradas foi planejado. Segundo ele, muitos grupos estavam interessados no shopping, o que dificultava a negociação. A criação de uma empresa também teria facilitado a venda de ações para Asperbras, que hoje detém 50,01% do centro de compras. Desde a compra do terreno, os 150 empresários que criaram o antigo Royal Plaza teriam investido cerca de R$ 20 milhões no local. De acordo com Colnaghi, o fato da obra estar adiantada e de os empresários terem investido recursos próprios no empreendimento, sem a necessidade de empréstinos, motivou o grupo a investir no shopping.Voltado inicialmente para a fabricação de implementos agrícolas e equipamentos de irrigação, o Grupo Asperbras, de Penápolis, vai investir R$ 15 milhões no Avenida Plaza. Os lojistas interessados em montarem seus estabelecimentos no local também injetarão dinheiro para a implantação das lojas. Nabil Sahyoun, presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), também esteve no evento promovido pela Asperbras. Segundo ele, existe uma tendência de interiorização dos centros de compras. “Rio Preto, com área de influência estimada em 2 milhões de pessoas, é o local ideal para a instalação de mais um shopping”, disse. A entidade prevê a inauguração de até 18 shoppings este ano em todo País. Em 2005, o faturamento do setor atingiu R$ 55,3 bilhões. Para este ano, o faturamento desses centros de compra deve representar 4% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional, o equivalente a R$ 59,3 bilhões.